quarta-feira, 27 de outubro de 2010

O masoquismo nos últimos cem anos começou a ser visto como perversão. A partir do momento que Freud escreveu sobre o masoquismo como um ato infantil, não desenvolvido e irresponsável, ele passou a ser visto pela comunidade clínica como uma aberração patológica que deveria ser tratada e curada.

  • Auto-flagelo : É o ato de causar dor a si mesmo, agredindo-se fisicamente como uma maneira de castigar-se (motivado pela culpa/remorso de qualquer espécie), para aliviar alguma forma de dor (geralmente causada pela depressão, stress, ou bipolaridade), acredita-se também que na religião católica o auto-flagelo era/é praticado como um meio de purificação após ter-se praticado um ou mais pecados.

A auto-flagelação muitas vezes pode ser confundida com o masoquismo dentro da pratica BDSM, mas (na minha opinião) não deve ser visto desta forma.
O auto-flagelo é uma violação do corpo e não pode ser visto como uma prática sã, já que possui intuito de punição ou castigo de algo banal. Pode-se surgir então a pergunta: Mas dentro do BDSM não há a pratica de "castigo"?
Sim, essa prática existe, mas é tudo são, seguro e saudavel, porque faz parte de uma Cena, é uma fantasia e em momento algum deve ser levada para a realidade ou o dia-a-dia dos envolvidos.

A sociedade deve estar alerta para a prática do que é seguro, não importando se essa prática é convencional ou não, porque , na verdade, no sexo e para o sexo não deve-se existir tabús. O importante e fazer o que gosta e com quem se gosta e que seja São, Seguro e que haja um consenso entre ambas as partes!

Amar é saber respeitar as pessoas que estão ao seu redor!

Um comentário:

†† ₤ặđץ ĐặяK ††(((Antonielle))) disse...

Olá, estou retribuindo a visita e gostei mto de suas postagens e irei seguir ok?!